CDL Petrópolis acredita que saques do FGTS podem ajudar na recuperação do crédito

Pesquisas apontam que metade dos beneficiários pretende usar o dinheiro extra para pagamento de dívidas

Do dia 10 de março até 14 de julho de 2017 os trabalhadores que tenham contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) com data até 31/12/2015 poderão sacar esses valores de acordo com um calendário que considera a data de aniversário do participante.

O saque desse dinheiro deve injetar entre 30 bilhões e 35 bilhões de reais na economia do país, o que representa 0,5% do PIB. Dos 30,2 milhões de trabalhadores que poderão realizar os saques, 80% possuem até 1.500 reais nas contas.

Para o presidente da CDL Petrópolis, Luiz Felipe Caetano da Silva e Souza, essa pode ser uma boa oportunidade para o comércio, uma vez que esse dinheiro tende a ser usado para a quitação de dívidas o que deve recolocar consumidores no mercado.

– O SPC Brasil tem realizado pesquisas sobre a destinação desse dinheiro. 50 % desses valores iriam para o pagamento de dívidas, 30% para algum tipo de aplicação e o restante para outros fins. Portanto, isso revela que haverá uma recuperação de crédito para muitos consumidores que podem estar negativados no SPC e dessa forma poderiam voltar ao mercado – acredita Luiz Felipe.

Além disso, o empresário acredita que parte desse dinheiro poderá ser destinado ao consumo, o que acabará sendo positivo para o comércio nesse cenário de crise econômica do país, uma vez que essa medida resulta numa significativa injeção de recursos na economia brasileira.

Dependendo dos valores, os saques poderão ser realizados nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF), nas Lotéricas ou ainda depositados diretamente nas contas-correntes ou cadernetas de poupança dos clientes da CEF.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *