CDL Petrópolis e SPC Brasil decidem prorrogar de 10 para 45 dias o registro da negativação de inadimplentes nos bancos de dados

Por conta da crise do Coronavirus e seus efeitos econômicos, entidades criam mecanismos para que lojistas e consumidores tenham mais tempo para negociação, antes dos registros de inadimplência

As dificuldades econômicas decorrentes da Pandemia da Covid-19 já se fazem notar entre as empresas, na perda dos empregos ou na diminuição da renda das pessoas o que pode gerar um aumento significativo da inadimplência em todo o país. Pensando nisso, o SPC Brasil e a Associação Nacional dos Bureaux de Crédito (ANBC) decidiram que, a partir do dia 17 de abril, o registro da negativação de inadimplentes que até então ocorria depois de 10 dias da notificação, seja feito somente depois de 45 dias.

         Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis, Luiz Felipe Caetano da Silva e Souza, a medida visa incentivar a negociação entre empresários e consumidores.

         – A CDL Petrópolis, que administra o SPC Brasil na cidade, sempre teve um papel decisivo junto à sociedade civil do município e nesse momento grave não seria diferente. Essa medida que posterga o registro nos bancos de dados daquelas pessoas que estão com dificuldades para honrar seus compromissos porque perderam renda, é uma forma de estimular a negociação entre as partes e se a iniciativa é boa para o consumidor, também é positiva para o lojista que está precisando de caixa. Essa é a hora de caminharmos juntos – explica Luiz Felipe.             Essa decisão é provisória, vale pelos próximos três meses, numa esperança de que a atividade econômica seja retomada nesse prazo. Outra medida que beneficiará os consumidores é a aprovação na Câmara dos Deputados do Projeto de Lei n. 675/2020, que tem como objetivo suspender a negativação por 90 dias a partir do dia 20/03 e que aguarda apreciação do Senado Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *