Registros no SPC crescem 7,19% no último semestre em Petrópolis

Levantamento realizado pela CDL Petrópolis aponta aumento no número de negativados pelo SPC Brasil no período de maio a outubro de 2017

 

A quantidade de consumidores petropolitanos que está com restrições ao crédito e tiveram seus nomes registrados no banco de dados do SPC Brasil na cidade aumentou 7,19% na comparação com o mesmo período de 2016. O levantamento divulgado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis considera os registros efetuados no banco de dados da instituição entre maio e outubro de 2017.

Para o presidente da CDL Petrópolis, Luiz Felipe Caetano da Silva e Souza, a quantidade de contas não pagas sempre preocupa e não há como negar o impacto da crise econômica no orçamento das famílias.

– Nosso levantamento aponta para 7.182 contas não pagas no período de maio a outubro de 2017, contra 6.700 no mesmo período de 2016 aqui em Petrópolis. Isso nos preocupa não só porque restringe o crédito desses consumidores agora que o natal se aproxima, mas, principalmente, porque reflete o cenário de crise econômica que afeta muitas famílias, especialmente no que se refere ao desemprego. Vamos esperar que esse cenário se modifique no curto e médio prazos para que a economia se recupere o que é bom para todos – afirma Luiz Felipe.

O levantamento da CDL Petrópolis aponta ainda que no mês de outubro de 2017 34,59% das consultas realizadas na cidade ao banco de dados do SPC Brasil registraram algum tipo de restrição que desaconselharia a venda a prazo. Para o presidente da CDL Petrópolis, esse dado é muito significativo como alerta aos lojistas sobre a importância da consulta para proteção contra a inadimplência, especialmente nesse cenário de crise econômica no qual, segundo Luiz Felipe Caetano da Silva e Souza, “se é difícil vender, mais complicado ainda é vender e não receber”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *