Vendas a prazo no Dia das Mães têm crescimento tímido

Segundo levantamento da CNDL/SPC Brasil as consultas para vendas a crédito subiram apenas 0,11% na semana anterior ao dia das mães

 

Um resultado modesto que espelha a lenta recuperação da economia e frustrou a expectativa de um crescimento mais vigoroso do varejo para o Dia das Mães de 2019. É dessa forma que os analistas do setor avaliam o resultado de um levantamento realizado pela Confederação Nacional das CDLs e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) na semana anterior à segunda melhor data para o comércio brasileiro e que apontou uma pequena alta de 0,11% na comparação com o mesmo período do ano passado nas consultas de CPFs para compras a prazo.

Para o presidente da CDL Petrópolis, Luiz Felipe Caetano da Silva e Souza, embora as pesquisas do setor apontassem que em 2019 65% dos consumidores planejassem comprar seus presentes à vista, um crescimento de apenas 0,11% nas vendas a prazo preocupa.

– Datas como o Natal e o Dia das Mães sempre animam o setor, por mais que estejamos cientes das dificuldades econômicas do Brasil, mas um resultado tão tímido como esse nos preocupa, sem dúvidas. Afinal de contas, esse levantamento mostra que os consumidores estão deixando de lado os presentes mais caros, que justificariam um parcelamento, seja porque preferem economizar ou porque já estejam inadimplentes – analisa Luiz Felipe.

Um dado positivo revelado pelo levantamento é que pelo segundo ano consecutivo o número de consultas ao sistema para compras apresentou um viés de alta. Em 2018, as vendas haviam crescido 4,36%, após acumularem três anos consecutivos de queda: -0,91% (2017), -10,88% (2016) e -2,82% (2015), respectivamente.

O Indicador de Vendas a prazo em datas comemorativas é construído a partir das consultas de CPFs feitas nas bases de dados que o SPC Brasil tem acesso. As consultas de CPF indicam a intenção de compra a prazo do consumidor e podem resultar, ou não, na efetivação da venda. Para a construção do Indicador, consideram-se apenas as consultas feitas pelo setor de Comércio Varejista nos sete dias anteriores ao domingo de Dia das Mães, sem considerar o domingo de fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *